quinta-feira, 14 de abril de 2011

Brasil avança em ranking de TI

Nos últimos quatro anos, o Brasil alternou quedas e períodos de estagnação quanto a sua posição no ranking das tecnologias de informação.
Agora na edição 2010-2011, pesquisa revela que o Brasil subiu cinco posições  ocupando assim a 56ª colocação geral. A Suécia continua na liderança do ranking, seguida por Cingapura, Finlândia, Suíça e Estados Unidos.

O relatório global de TI, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial analisa mais de 60 itens distribuídos em três temas: o ambiente empresarial, regulatório e de infraestrutura de TI; o preparo do governo, pessoas e empresas para usar os recursos; e a implementação de novas tecnologias.
 
Para Thierry Geiger, economista do Fórum Econômico Mundial, algumas iniciativas do governo brasileiro, como a oferta de serviços on-line à população, explicam em parte a ligeira melhora nos resultados obtidos pelo país. "Há alguns anos, o governo vem colocando a TIC como uma das prioridades no desenvolvimento do país e isso começa a trazer reflexos positivos, mesmo que pontuais".

O Brasil alcançou a 33ª posição no índice que mede o uso e a eficiência de ferramentas de TIC pelos governos. Já em relação ao interesse governamental por tecnologias inovadoras, o país ficou na 49ª colocação.
 No campo da educação, no entanto, os reflexos do sistema educacional do país são expressos no item que contempla o preparo dos indivíduos para usar a tecnologia. Nessa categoria, o Brasil caiu da 99ª posição obtida em 2010 para 101ª colocação nesse ano.

Por outro lado, o economista afirma que os esforços do governo brasileiro ainda não trouxeram grandes resultados na solução de velhos problemas que impedem o alcance de melhorias mais consistentes no país. Geiger aponta a burocracia, os impostos que incidem sobre o setor, o custo do acesso à tecnologia e o sistema educacional falho do país como barreiras que afetam o desenvolvimento da TIC no Brasil.

RSS FeedRSS

 
Design de Free WordPress Themes | Senac - Administração Regional em Santa Catarina | Setor de Marketing e Comunicação